Papel de pai

Mensagens evangelicas

A importância do pai na criação dos filhos

Anúncios

Recentemente li um artigo escrito por uma americana criada por um casal lésbico que chamou muito a minha atenção. Heather Barwick, que tem 31 anos e vive na Carolina do Sul com o marido e filhos, contou que é contra o casamento gay por ter sentido a falta de um pai durante a sua infância. Ela explica que sua mãe se separou do seu pai quando ela tinha 3 anos para viver com outra mulher.

No texto (leia a reportagem aqui), a americana diz que defendeu a união homossexual por quase duas décadas, mas mudou de opinião. Veja o que ela disse: "O casamento entre pessoas do mesmo sexo significa privar a criança de um pai ou uma mãe dizendo que não importa, que é tudo a mesma coisa. Mas não é!", disse ela. Ainda no artigo, que foi divulgado nos principais jornais dos Estados Unidos, a mulher relata: "Muitos de nós, muitos de seus filhos, estão sofrendo. A ausência do meu pai criou um grande vazio em mim e eu sofria todo dia por não ter um. Eu amo a parceira da minha mãe, mas outra mãe nunca substituirá o pai que eu perdi". No final da matéria, a americana falou sobre as consequências de ter sido criada por "duas mães". "Eu não sou gay, mas a relação que eu tinha como modelo, antes era entre duas mulheres. Então tive que me esforçar quando adulta para entender como seria a relação com meu marido".

A importância do pai

Eu e meus irmãos crescemos em um lar bem estruturado e meus pais sempre foram amorosos. Graças a Deus eu tive uma mãe que sempre se preocupou em fazer tudo o que o que podia para que nada nos faltasse e um pai que sempre nos ensinou o que é certo e errado. Ele foi o grande formador do nosso caráter. Então, ainda que essa moça tivesse recebido todo o amor da mãe e de sua companheira, ela sentiu na pele o que é crescer sem uma figura masculina dentro de casa. Isso porque, por mais que a mãe seja muito importante na criação de um filho, o pai tem o dever de ensinar valores e ser o exemplo de como deve ser um homem.

Ordem de Deus aos pais

A Bíblia deixa muito claro como os pais devem agir. O principal mandamento deixado por Deus é: "Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todas as suas forças" (Deuteronômio 6:5). Se voltarmos alguns versículos, leremos: "Desse modo vocês, seus filhos e seus netos temerão ao Senhor, o seu Deus, e obedecerão a todos os seus decretos e mandamentos, que eu lhes ordeno, todos os dias da sua vida, para que tenham vida longa" (Deuteronômio 6:2). Isso mostra que o pai deve amar a Deus acima de tudo e consequentemente os filhos seguirão o seu exemplo e temerão a Deus. Um pouco adiante, está escrito: "Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar" (Deuteronômio 6:6-7).

Estas palavras de Deus escritas por Moisés foram dirigidas aos homens daquele povo e mostram que é obrigação do pai instruir seus filhos nos caminhos do Senhor. Ou seja: o pai deve cuidar da vida espiritual da criança desde os seus primeiros anos de vida.

Pai segundo o coração de Deus

Alguns anos atrás, passou na TV um comercial que ficou muito famoso ao mostrar um pai brincando com seu filho, e ao final havia uma mensagem: "não basta ser pai, tem que participar". E é exatamente assim que deve ser! Ser pai é muito mais do que dar ao filho o seu DNA ou o seu sobrenome. Ser pai é ser um instrumento nas mãos de Deus na criação do filho. Não é difícil ser pai; o difícil é ser pai segundo o coração de Deus. Pois para isso, é preciso ser um exemplo de servo de Deus e ensinar os filhos no caminho da Verdade. Em Provérbios 22:6 está escrito : "Ensina a criança no caminho que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele". Repare que a Bíblia não diz que o pai deve apenas ensinar o caminho; ele deve ensinar NO caminho, ou seja; ele deve acompanhar em todos os momentos, levar à igreja, ler a Bíblia, ensinar o que é certo através do próprio exemplo. Ser pai é ser amigo, confidente e merecedor do respeito e confiança dos filhos. É rir das brincadeiras deles, mas também orar e chorar aos pés do Senhor para que Ele os livre das más companhias e de tantos males existentes no mundo.

LEIA TAMBÉM:
4 dicas para educar os filhos no caminho de Deus
Ouça os conselhos de seus pais

Deus não está bravo com você
História - Amor de pai

Anúncios
Anúncios
Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Mensagens por Temas