Todos podem entrar na presença de Deus?

/uploads/posts/Todos podem entrar na presença de Deus?

Muitas vezes, para termos acesso a alguns lugares, nós temos que apresentar algum tipo de comprovante ou credencial. Por exemplo: para assistir a um filme no cinema, você precisa comprar e entregar o ingresso; para entrar em um ônibus ou avião, você tem que mostrar a passagem; se trabalha em uma empresa de grande porte, precisa apresentar o crachá na portaria.

Esses e outros lugares não têm livre acesso e se desrespeitarmos as regras de entrada podemos causar muitos transtornos. Em alguns países, por exemplo, você pode até ser morto se tentar ultrapassar a fronteira sem passaporte e visto. E você sabia que, no passado, o acesso à presença de Deus também era restrito? Pois é... Somente aquele que tinha credencial podia estar junto do Senhor.

Desde os tempos de Moisés, apenas o sumo-sacerdote podia entrar no Santo dos Santos, local onde Deus se fazia presente ao homem através da Arca da Aliança. Uma vez por ano, esse sacerdote ultrapassava o véu e entrava naquele lugar com uma tigela com sangue de um animal sacrificado e despejava o sangue na tampa da Arca, chamada de propiciatório. Isso era necessário, pois a consequência do pecado é a morte (Rm 6:23, Hb 9:22), e o animal substituía a morte de uma pessoa. Através deste ritual, o sumo-sacerdote representava todo o povo de Deus e os seus pecados eram encobertos.

Qualquer outra pessoa que atravessasse o véu e entrasse ali, perderia sua vida, inclusive o sumo-sacerdote, caso ele não levasse o sangue do sacrifício, que era o "passaporte" para a entrada no Santo dos Santos. Porém, Deus quis que todos nós tivéssemos acesso a Ele, e por isso Ele fez algo maravilhoso: Ele nos enviou Seu próprio Filho Jesus para ser o sacrifício pelos nossos pecados! Veja o que aconteceu quando Cristo deu o seu último suspiro na cruz:

"Depois de ter bradado novamente em alta voz, Jesus entregou o espírito. Naquele momento, o véu do santuário rasgou-se em duas partes, de alto a baixo. A terra tremeu, e as rochas se partiram. Os sepulcros se abriram, e os corpos de muitos santos que tinham morrido foram ressuscitados. E, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição de Jesus, entraram na cidade santa e apareceram a muitos. Quando o centurião e os que com ele vigiavam Jesus viram o terremoto e tudo o que havia acontecido, ficaram aterrorizados e exclamaram: ‘Verdadeiramente este era o Filho de Deus!’" (Mateus 27:50-54).

A Bíblia conta que, quando Jesus gritou e anunciou a sua morte, a terra tremeu em luto ao Criador. As rochas e os sepulcros se partiram e nem mesmo o Templo de Jerusalém resistiu àquilo. No momento em que Jesus entregou seu espírito, o véu que impedia o acesso ao Santo dos Santos foi rasgado de cima a baixo, ou seja, de Deus para o homem. Se antes o acesso à Arca da Aliança era limitado apenas ao sumo-sacerdote, agora a entrada na presença de Deus estava livre para todos que colocam sua fé no cordeiro de Deus - Jesus Cristo. O sangue de Jesus derramado na cruz é o "bilhete" que nos garante acesso livre aos braços do Pai.

Sabemos que algumas religiões ainda insistem na ideia de que as pessoas precisam de um sacerdote para representá-las diante de Deus, porém, o apóstolo Pedro descarta esse pensamento: "Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus" (1 Pedro 2:9).

Ou seja, agora, todos que crêem em Jesus como único Salvador, se tornam sacerdotes e podem entrar na presença de Deus livremente. No livro de Hebreus também afirma que podemos ter "plena confiança para entrar no Santo dos Santos pelo sangue de Jesus, por um novo e vivo caminho que ele nos abriu por meio do véu, isto é, do seu corpo" (Hebreus 10:19-20).

Então, não tenha medo de entrar na presença de Deus! Não pense que você é tão pecador ao ponto de precisar de um intermediário ou "sacerdote" para interceder por você. Somente Jesus, através do Seu sangue, pode fazer isso, pois Ele é o único que nunca pecou, que ressuscitou e está à direita do Pai intercedendo por nós (Rm 8:34). A Palavra de Deus é muito clara: "Pois há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus" (1 Timóteo 2:5).

Por isso, se alguém insistir que você precisa confessar os seus pecados a alguém para ser perdoado, não acredite. Jesus é o único capaz de te perdoar e te dar a salvação. Ele conhece todas as suas fraquezas e se compadece quando você falha. Veja:

"Portanto, visto que temos um grande sumo sacerdote que adentrou os céus, Jesus, o Filho de Deus, apeguemo-nos com toda a firmeza à fé que professamos, pois não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, mas sim alguém que, como nós, passou por todo tipo de tentação, porém, sem pecado. Assim sendo, aproximemo-nos do trono da graça com toda a confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade" (Hebreus 4:14-16)

LEIA TAMBÉM:
O que significa aceitar Jesus?
O plano de Deus para sua salvação
Pequei contra Deus e agora?