Pedro

Esboços de pregações

Pedro, um discípulo igual a nós

Anúncios

Dias atrás escrevi a mensagem: Sexo antes do casamento é pecado?, explicando que o sexo foi criado por Deus para ser desfrutado dentro do casamento. E uma pessoa fez o seguinte comentário no Facebook: "Pastor, o senhor vai me desculpar, mas a Bíblia está cheia de homens pecadores e safados!!" Eu até concordo com ela de que a Bíblia conta a história de homens pecadores e falhos como qualquer um de nós. Por exemplo: Davi se envolveu com uma mulher casada, Sansão se deitava com prostitutas, Jacó era enganador... Mas todas as pessoas que escolheram desobedecer a Palavra de Deus colheram consequências ruins e seus atos foram registrados para que não caiamos nos mesmos erros. Além disso, vemos a misericórdia de Deus os alcançando sempre que arrependiam, e nenhuma de suas falhas os impediram de serem usados pelo Senhor!

Nesse grupo de homens cheio de pecados se encontra Pedro, um homem teimoso e de pavio curto. Quando olhamos para ele, vemos o quanto o ser humano é falho, mas podemos entender o que a graça de Deus pode fazer na vida de alguém que se arrepende humildemente e não desiste de si mesmo. Nas próximas linhas, veremos quatro características de Pedro que nos ensinarão a sermos cristãos melhores:

1) PEDRO ESTAVA SEMPRE À FRENTE

"Andando à beira do mar da Galiléia, Jesus viu dois irmãos: Simão, chamado Pedro, e seu irmão André. Eles estavam lançando redes ao mar, pois eram pescadores. E disse Jesus: ‘Sigam-me, e eu os farei pescadores de homens’. No mesmo instante eles deixaram as suas redes e o seguiram" (Mateus 4:18-20).

Pedro foi o primeiro discípulo a ser escolhido por Cristo, e isso não aconteceu por "acaso". Jesus sabia que ele era um líder nato, que ousava e arriscava sem medo de errar - por isso Jesus o chamou. Eu fico me perguntando: Quantos de nós perdemos grandes oportunidades de fazer a obra de Deus por não arriscarmos? Pedro foi escolhido porque arriscou viver o sobrenatural. Jesus se agrada de pessoas que ousam confiar Nele, assim como Pedro confiou. Veja:

"Logo em seguida, Jesus insistiu com os discípulos para que entrassem no barco e fossem adiante dele para o outro lado, enquanto ele despedia a multidão. Tendo despedido a multidão, subiu sozinho a um monte para orar. Ao anoitecer, ele estava ali sozinho, mas o barco já estava a considerável distância da terra, fustigado pelas ondas, porque o vento soprava contra ele. Alta madrugada, Jesus dirigiu-se a eles, andando sobre o mar. Quando o viram andando sobre o mar, ficaram aterrorizados e disseram: ‘É um fantasma!’ E gritaram de medo. Mas Jesus imediatamente lhes disse: ‘Coragem! Sou eu. Não tenham medo!’. ‘Senhor’, disse Pedro, ‘se és tu, manda-me ir ao teu encontro por sobre as águas’. ‘Venha’, respondeu ele. Então Pedro saiu do barco, andou sobre a água e foi na direção de Jesus. Mas, quando reparou no vento, ficou com medo e, começando a afundar, gritou: ‘Senhor, salva-me!’. Imediatamente Jesus estendeu a mão e o segurou. E disse: ‘Homem de pequena fé, porque você duvidou?’. Quando entraram no barco, o vento cessou" (Mateus 14:22-32).

Pedro achou o máximo ver Jesus caminhando sobre as águas e quis fazer o mesmo. Na verdade, ele foi o único discípulo a se arriscar! Ao descer do barco e colocar os seus pés no mar, ele viu que valeu a pena correr aquele risco, pois Jesus cumpriu o que lhe prometeu e operou o milagre. É importante sabermos que nós também podemos “andar sobre as águas” com Cristo, ou seja, caminhar na Palavra sem medo de “afundarmos”. Só precisamos confiar. (Leia: Jesus nos ajuda na fé e na fraqueza)

2) PEDRO ESTAVA DISPOSTO A NÃO OLHAR PARA TRÁS

Jesus disse: "O Espírito dá vida; a carne não produz nada que se aproveite. As palavras que eu lhes disse são espírito e vida. Contudo, há alguns de vocês que não crêem". Pois Jesus sabia desde o princípio quais deles não criam e quem o iria trair. E prosseguiu: ‘É por isso que eu lhes disse que ninguém pode vir a mim, a não ser que isto lhe seja dado pelo Pai’. Daquela hora em diante, muitos dos seus discípulos voltaram atrás e deixaram de segui-lo. Jesus perguntou aos Doze: ‘Vocês também não querem ir?’. Simão Pedro lhe respondeu: ‘Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras de vida eterna. Nós cremos e sabemos que és o Santo de Deus" (João 6:63-69).

No momento do aperto, muitos abandonam a causa, não é verdade? Pedro, porém, agiu de forma diferente e fez a maior declaração que um homem poderia ter feito em toda a Bíblia: "Nós cremos e sabemos que és o Santo de Deus". Ele sabia que não tinha como fugir do seu chamado, pois era um escolhido de Deus. E você? Sabe que também foi escolhido pelo Senhor, e que não pode voltar atrás na sua decisão? Pedro sabia que se fechasse a porta do seu coração para Jesus, ele estaria perdido, afinal, ele sabia que não estava lidando com um ser humano, e sim com o próprio Filho de Deus!

3) PEDRO ERA PRECIPITADO

Apesar de ser o primeiro a falar e agir, Pedro, muitas vezes, não tinha a noção do que fazia. Veja:

"Jesus lhes disse: ‘Ainda esta noite todos vocês me abandonarão. Pois está escrito: Ferirei o pastor, e as ovelhas do rebanho serão dispersas’. Mas, depois de ressuscitar, irei adiante de vocês para a Galiléia’. Pedro respondeu: ‘Ainda que todos te abandonem, eu nunca te abandonarei!’. Respondeu Jesus: ‘Asseguro-lhe que ainda esta noite, antes que o galo cante, três vezes você me negará’. Mas Pedro declarou: ‘Mesmo que seja preciso que eu morra contigo, nunca te negarei’. E todos os outros discípulos disseram o mesmo" (Mateus 26:31-35).

Nós sabemos que, apesar de ter prometido nunca negar Jesus, Pedro ficou com medo de morrer ao ser reconhecido como Seu discípulo e por três vezes, mentiu dizendo que não conhecia Jesus (Mateus 26:69-74). Pedro era firme nas suas palavras, mas não tinha firmeza para sustentá-las. Com o seu exemplo, devemos aprender que não somos os donos da verdade, que somos passíveis de erros e que devemos buscar em Cristo, sabedoria, coragem e domínio próprio.

4) PEDRO TINHA FRAQUEZAS

"Então advertiu a seus discípulos que não contassem a ninguém que ele era o Cristo. Desde aquele momento Jesus começou a explicar aos seus discípulos que era necessário que ele fosse para Jerusalém e sofresse muitas coisas nas mãos dos líderes religiosos, dos chefes dos sacerdotes e dos mestres da lei, e fosse morto e ressuscitasse no terceiro dia. Então Pedro, chamando-o à parte, começou a repreendê-lo, dizendo: "Nunca, Senhor! Isso nunca te acontecerá!" Jesus virou-se e disse a Pedro: "Para trás de mim, Satanás! Você é uma pedra de tropeço para mim, e não pensa nas coisas de Deus, mas nas dos homens". Então Jesus disse aos seus discípulos: "Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me" (Mateus 16:20-24)

Quando Jesus disse que Ele deveria ser castigado e morto na cruz pelos pecados da humanidade, Pedro ficou cego espiritualmente e foi influenciado pelo diabo, ao dizer que isso nunca aconteceria. Certamente ele não estava vigilante e deu espaço para o inimigo agir através dele. Ele ainda possuía uma visão humana e não espiritual. Um exemplo disso é que, quando os guardas foram prender Jesus, Pedro não pensou duas vezes e cortou a orelha de um deles, tentando contê-los.

Muitas vezes nós também somos como Pedro: erramos, sentimos medo, sono, negamos a Cristo... Porém, não podemos nos acomodar com essas falhas! Pedro se arrependeu de cada atitude errada, confessou seus pecados e, quando Jesus lhe perguntou três vezes se ele O amava, ele fez uma declaração sincera de amor ao Senhor: "Senhor, tu sabes todas as coisas e sabes que te amo" (João 21:17). Depois da ressurreição de Cristo, Pedro já era um novo homem e soube aproveitar todo o aprendizado que recebeu, e o seu jeito impulsivo de ser, para pregar o Evangelho de salvação a milhares de pessoas. Que possamos seguir o seu exemplo!

LEIA TAMBÉM:
Esboços de pregação
Deus de segunda chance
Deus não desiste de você

 

 

Anúncios
Anúncios
Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Mensagens por Temas