Santidade

Esboços de pregações

O que é santidade e santificação?

Anúncios

Hoje em dia é muito comum as pessoas quererem estar com Jesus e com o pecado ao mesmo tempo. Só que isso não é possível! Deus nos chama para a santificação (1 Ts 4:3) e quando um cristão não quer viver uma vida de santidade, ele não desfruta de todos os prazeres do mundo nem do prazer de servir a Deus. Mas afinal, o que é santidade?

Quando uma pessoa recebe Jesus como Senhor e Salvador de sua vida, o Espírito Santo vem habitar em seu coração, e Ele é comparado a uma semente divina que é plantada em nosso interior com a intenção de nos santificar (1 João 9:3).

Santidade significa estar separado para Deus, ou seja, a cada dia precisamos nos separar do pecado para nos aproximarmos de Deus, e à medida que obedecemos os ensinamentos da Bíblia, começamos a ver mudanças positivas em nossa conduta e em todas as áreas da nossa vida. É importante lembrar que Deus não somente nos pede para viver em santidade, mas Ele também nos dá a habilidade para isso. Através do Espírito Santo recebemos uma força sobrenatural para vencer o pecado e tudo que devemos fazer é não confiar em nossa própria força, mas orar ao Senhor pedindo a Sua força.

Muitos cristãos passam a maior parte de suas vidas esperando serem transformados, mas não se alimentam espiritualmente e não tomam decisões práticas para fugir do pecado. Por isso é importante entendermos que a nossa carne nunca irá se converter e mesmo que queiramos fazer o bem, haverá sempre uma luta interior para fazermos o oposto. (Leia: a luta da carne x espírito).

Infelizmente, vemos muitos escândalos nas igrejas e exemplos de pessoas que dizem servir a Cristo, mas as suas atitudes passam bem longe disso. O famoso escrito A. W. Tozer disse: "Santos sem santidade são a tragédia do cristianismo". E isso explica porque o Brasil é um país cristão, mas está entre os mais corruptos e imorais de todos.

A santidade não pode estar desligada da nossa vida cristã, por isso quero destacar alguns princípios para entendermos o que realmente significa santidade:

1) Santidade não tem nada a ver com usos e costumes

Ao contrário do que muitos pensam, ser santo não é guardar um monte de regras e normas relacionadas ao vestuário e tamanho do cabelo. Não é ser contra tatuagem, filmes da Disney, ir a praias, clubes ou só ouvir músicas evangélicas. Não é viver orando e jejuando, isolado dos outros, andando sempre de terno e gravata. Eu sei que para muitos, santidade está ligada unicamente a estas coisas, mas não acredito que sejam suficientes, pois elas não têm poder para acabar com a ganância, inveja, fofoca, cobiça, raiva, mentira, pensamentos impuros, pecados sexuais, etc. Nenhuma dessas abstinências e regras conseguem, de fato, crucificar o velho homem com seus pecados. Elas têm aparência de piedade, mas não tem poder nenhum contra a carne. Foi isso que Paulo disse há muito tempo atrás:

"Essas regras têm, de fato, aparência de sabedoria, com sua pretensa religiosidade, falsa humildade e severidade com o corpo, mas não têm valor algum para refrear os impulsos da carne" (Colossenses 2:23).

2) Santidade existe sem manifestações carismáticas e vice verso

Quando lemos a primeira carta de Paulo aos Coríntios, vemos que aquela igreja foi a que mais manifestou dons espirituais no tempo dos apóstolos. Eles oravam em línguas estranhas, tinham dons de profecia, curas, visões e revelações, no entanto, ela era a igreja que menos viveu em santidade. Os membros daquela igreja de Corinto estavam divididos entre si por questões banais, praticavam pecados vergonhosos, exaltavam os "grandes" homens de Deus e não tinham nenhum amor e pureza no coração, nem mesmo durante a celebração da Santa Ceia. Eles pensavam que eram espirituais por causa dos seus dons, mas Paulo os chamou de carnais (1 Coríntios 3:1-3).

Não estou negando as manifestações do Espírito Santo, pois eu creio nelas e sei o quanto são importantes para o crescimento do Reino de Deus. No entanto, elas não podem ser mais importantes do que a nossa santidade. O próprio Jesus disse em Mateus 7:22,23 que Ele expulsará da Sua presença aqueles que praticam a iniquidade, mesmo que tenham expulsado demônios e curado enfermos.

3) Santidade (santificação) é um processo 

Apesar de termos sido regenerados e recebermos uma nova natureza depois de aceitarmos a Cristo, o pecado ainda habita em nosso corpo carnal e precisamos lutar diariamente para vencê-lo com a ajuda do Espírito Santo. É um processo que não depende só de Deus, mas também da nossa escolha. Às vezes nós pecamos ao agir por impulso, sem confiar no Senhor. Outras vezes, porque estamos fracos espiritualmente, sem buscar a Deus. Então ficamos tristes, nos sentimos culpados e com vontade de voltar atrás, mas devemos entender que mesmo que nós caiamos em tentação, Deus está sempre disposto a nos perdoar se nos arrependermos (Leia 1 João 1:9).

Não conquistamos a santidade de forma instantânea ou através de um milagre em que dormimos e acordamos santos. Deus sabe que estamos no processo e tudo o que Ele espera é que lutemos e nos esforcemos para sermos cada dia melhores, assim como Paulo disse: "Esforcem-se para viver em paz com todos e para serem santos; sem santidade ninguém verá o Senhor" (Hebreus 12:14).

4) Santidade é o desejo de todo cristão

Há muitas passagens na Bíblia que mostram que Deus escolheu um povo para ser santo. Em Efésios 1:4 diz que o alvo dessa escolha é que sejamos santos e irrepreensíveis diante dEle. Em 2 Tessalonicenses 2:13 diz que Deus nos escolheu para a salvação mediante a santificação do Espírito, e em Romanos 8:29 está escrito que fomos predestinados para sermos conformes à imagem de Jesus Cristo.

E por causa disso, o próprio Deus coloca em nosso coração o desejo de viver em santidade. Então, mesmo que tropecemos algumas vezes, nunca conseguimos conviver em paz com o pecado, pois a nossa consciência nos condena dia e noite. Então devemos ter a mesma atitude do filho pródigo: "Eu me porei a caminho e voltarei para meu pai, e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e contra ti" (Lucas 15:18).

Ninguém que vive na prática do pecado, da corrupção, da imoralidade, da impiedade - e gosta disso - pode dizer que é salvo, filho de Deus, por mais que já tenha tido muitas experiências sobrenaturais. Santidade é a marca do verdadeiro cristão.

LEIA TAMBÉM:
Como vencer as tentações da carne
Deus castiga quando nós pecamos?
O que significa iniquidade?
Pequei contra Deus e agora?

Anúncios
Anúncios
Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Mensagens por Temas