Como controlar a nossa língua?

/uploads/posts/Como controlar a nossa língua?

A Bíblia diz que: "A língua tem poder sobre a vida e sobre a morte; os que gostam de usá-la comerão do seu fruto" (Provérbios 18:21).

Muitas vezes dizemos coisas sobre nós e aos outros sem imaginar o mal que estamos causando. Dizemos: Não vai dar certo!; Eu nunca vou me casar!; Essa doença não tem cura!. Mas nos esquecemos que quando falamos algo, lançamos sementes e elas ficam no mundo espiritual. Quantas vezes você ouviu algo de alguém e isso te prejudicou? "Você é burro! Você é gordo! Você é feio! Você não vai dar em nada!" Essas sementes precisam ser arrancadas do coração através do perdão e da oração, caso contrário, trarão grande destruição em sua vida.

Hoje quero mostrar como podemos controlar a nossa língua:

1) Reconheça a raiz do problema

O problema da nossa língua é o coração. Vejamos: "Nenhuma árvore boa dá fruto ruim, nenhuma árvore ruim dá fruto bom. Toda árvore é reconhecida por seus frutos. Ninguém colhe figos de espinheiros, nem uvas de ervas daninhas. O homem bom tira coisas boas do bom tesouro que está em seu coração, e o homem mau tira coisas más do mal que está em seu coração, porque a sua boca fala do que está cheio o coração" (Lucas 6:43-45).

Uma árvore boa não pode dar frutos ruins. Uma mangueira pode dar um fruto venenoso? Claro que não! Um espinheiro pode dar laranjas? Também não! Um abacateiro só dará frutos da sua espécie: o abacate. Do mesmo modo, você não pode dar amor se não tiver amor. Você não pode dar perdão se guarda o ódio dentro de você. Então, muito cuidado com o que você alimenta o seu coração. Fofocas, malícia, mentiras, orgulho, etc. Em vez disso, procure encher o seu coração com a Palavra de Deus: amor, alegria, paz, fé, perseverança, mansidão, etc.

2) Confesse os seus erros e seja perdoado

A Bíblia diz que: "Quem esconde os seus pecados não prospera, mas quem os confessa e os abandona encontra misericórdia" (Provérbios 28:13). Ou seja, se você falou algo que não devia, peça perdão a Deus e busque errar menos. O apóstolo João escreveu: "Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça" (1 João 1:9).

3) Você é responsável pela sua língua

"Portanto, não permitam que o pecado continue dominando os seus corpos mortais, fazendo que vocês obedeçam aos seus desejos. Não ofereçam os membros dos seus corpos ao pecado, como instrumentos de injustiça; antes ofereçam-se a Deus como quem voltou da morte para a vida; e ofereçam os membros dos seus corpos a ele, como instrumentos de justiça" (Romanos 6:12,13).

Lembre-se de que você não está mais morto(a) espiritualmente. Você recebeu o Espírito Santo e agora Ele quer governar a sua vida para que você dê bons frutos!

Tiago escreveu: "Com a língua bendizemos ao Senhor e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. Da mesma boca procedem bênção e maldição. Meus irmãos, não pode ser assim!" (Tiago 3:9,10). Por isso, tudo o que você disser deve trazer vida e esperança. Deus conhece a intenção do seu coração.