A culpa revela quem é você

/uploads/posts/A culpa revela quem é você

"Vocês se esqueceram da palavra de ânimo que ele lhes dirige como a filhos: 'Meu filho, não despreze a disciplina do Senhor, nem se magoe com a sua repreensão, pois o Senhor disciplina a quem ama, e castiga todo aquele a quem aceita como filho'" (Hebreus 12:5,6).

A culpa não é um dos sentimentos mais agradáveis que uma pessoa pode ter, no entanto, ela pode ser uma coisa boa. Isso porque, sentir culpa significa que a sua consciência está funcionando! Você deveria sim, ficar preocupado quando não se sentir culpado de nada ao cometer um pecado contra Deus.

O apóstolo Paulo escreveu: "O Senhor disciplina a quem ama, e castiga todo aquele a quem aceita como filho". Se você for filho de Deus e abandonar os Seus caminhos, o Espírito Santo irá condenar os seus erros. Ele vai te repreender, porque Ele te ama. Ele vai te dar um "puxão de orelhas" da mesma forma que os pais corrigem os seus filhos. Deus afirma com todas as palavras que, se preciso for, Ele disciplina os Seus filhos. Então, se você acha que pode fazer coisas que já sabe que são erradas e não sentir nenhuma culpa, você precisa rever a ideia de que é um filho de Deus. Por outro lado, se você se sente mal e com medo de ser condenado quando faz algo errado, é sinal que o Espírito Santo está trabalhando em você.

Contudo, uma coisa precisa ficar muito clara: você precisa aprender a diferenciar os alertas do Espírito Santo, das acusações de Satanás. O inimigo sempre vai tentar te afastar da cruz, enquanto o Espírito Santo sempre vai te atrair para ela. Quando você percebe que errou, o diabo te dirá: "Corra! Fuja de Deus! Pra que pedir perdão se você vai errar de novo mesmo? Não seja hipócrita!". Ele tentará te levar ao desespero. Mas o Espírito Santo te dirá: "Arrependa-se agora. Reconheça suas fraquezas e saiba que você só será forte se estiver junto com Cristo". E é exatamente isso que você precisa fazer. Peça perdão a Deus e, quando for perdoado, não peque mais. Você não deve ficar se lembrando do que o Pai te mandou esquecer!